Novas embalagens ajudam a conter contaminação

A M&H está lançando um produto para embalagens de produtos farmacêuticos e de cuidados pessoais que promete ajudar a conter a contaminação. Trata-se de um aditivo antimicrobiano que pode ser incorporado a uma ampla gama de embalagens plásticas sem afetar sua aparência ou da formulação.

Íons de prata são incorporados à superfície da embalagem. Ao serem absorvidos pelas bactérias, impedem o fechamento da parede celular, desequilibrando o metabolismo e impedindo a divisão celular, além de inibir a respiração da célula.

Segundo a empresa, o material é eficaz contra a maioria das bactérias de superfície, como Escherichia coli e Salmonella enteritides, e tem duração durante toda a vida útil da embalagem.

A companhia disponibiliza atualmente linhas de embalagens PET, SAN, Polietileno e Polipropileno com o aditivo antimicrobiano. Ela aposta na popularização dessa inovação entre as indústrias, como meio de assegurarem a saúde e higiene de seus consumidores.
Opinião do autor: essa era uma novidade já esperada, assim como foi o desenvolvimento das embalagens “verdes” (ecologicamente sustentáveis). No entanto, resta saber se essa inovação não vai, na verdade, aumentar as cepas de bactérias resistentes aos antimicrobianos existentes como já aconteceu com o triclosan (Irgasan).

Fonte: BIRD, K. Antimicrobial packaging helps stop spread of infection. Acesso em 04/02/2008.

1 COMENTÁRIO

  1. ola
    gostaria de saber se existe algum distribuidor desse tipo de embalagem.
    pois trabalho em farmacia de manipulacao com foco em cosmeticos e estou querendo adquiri embalagens novas e diferenciadas.
    Aguardo seu retorno
    Att

Comments are closed.