Lançamentos de produtos no Brasil

De acordo com a notícia publicada no dia 08 de setembro de 2010 no site da ABRE, os cosméticos e produtos para o cuidado com o corpo dominam o ranking das 10 categorias que mais lançam embalagens no mundo. No Brasil, empresas como Avon, Jequiti, Hypermarcas, Natura e O Boticário são as que mais colocam novos produtos no mercado.

Se em 2005, na lista das 10 mais, apenas três categorias eram de cosméticos, hoje, este número subiu para sete, reafirmando a predominância das mulheres no mercado de consumo. O primeiro semestre de 2010 marcou o lançamento de 133.546 embalagens no mundo todo. O número representa um crescimento de 7,32% em relação ao mesmo período de 2009. Após ter saído do oitavo lugar em 2005 e chegado à quarta posição em 2009, hoje, o Brasil é o sexto na lista. No início do ano passado, o mercado nacional chegou a ocupar a segunda posição, respondendo por 10% dos lançamentos mundiais. Durante todo o semestre, o país manteve o desempenho.

Passada a crise, porém, agora, Estados Unidos, Japão e Reino Unido voltam a suas posições originais, ocupando os três primeiros lugares no ranking , respectivamente, enquanto o Brasil registra queda de 20% na produção, comparado a 2009. É o que indica o relatório elaborado no Núcleo de Estudos de Embalagem ESPM, com dados da GNPD Global News Products Database da MINTEL. O decréscimo do Brasil na lista pode ser explicado pelo efeito tardio da crise no país.

Aparecem ainda no ranking Alemanha (4°), França (5°), México (7°), Austrália (8°) e China (9°). A Índia fecha a lista, em 10º lugar, com destaque. Até 2009, ocasião em que chegou a ocupar a oitava colocação, o país nunca havia figurado entre os 10 principais.

O ritmo de lançamentos mundiais entre janeiro e junho deste ano foi equivalente à entrada de 22.258 novas embalagens no mercado por mês, 738 por dia e 31 por hora. Maquiagem para os lábios garante a primeira posição, enquanto cuidado facial/pescoço fica em terceiro lugar. Produtos para o corpo vêm em seguida e esmalte para unhas desponta como o quinto mais vendido. Há também produtos para banho, em sétimo lugar, maquiagem para os olhos, em oitavo, e xampu, em décimo.

O desempenho do mercado também reafirma a preocupação do consumidor com hábitos de vida saudáveis e sustentabilidade. Embalagens que diminuem o impacto ao meio ambiente entraram pela primeira vez no Top 10. Outra característica observada nos lançamentos é a necessidade crescente de produtos fáceis e rápidos de preparar. As marcas próprias também tiveram um crescimento consistente nos últimos cinco anos. Em 2005, a categoria correspondia a 13% dos lançamentos, ante 18,5% de participação em 2010. Grandes redes mundiais investiram em lançamentos em suas linhas, como Carrefour, Tesco, Great Value, Perfection e Essence.

Leia a notícia completa com gráficos e dados também do mercado alimentício: ABRE notícias, publicado em 08/09/2010.

Opinião do autor: é muito bom ler notícias como essa. Mas cabem algumas observações: as empresas de venda direta (Avon, Jequiti, Natura e O Boticário) lançam muito produto porque a cada ciclo (ou seja, a cada nova revista) eles precisam ter novidades para chamar a atenção das consumidoras e ajudar a consultora a vender. Se não tivessem lançamentos a cada ciclo, a consultora dificilmente procuraria suas clientes para levar a revista dizendo: “dá uma olhada aí no que te interessa…”. Com os lançamentos, ela aborda suas clientes, geralmente pela curiosidade: “você viu o novo lançamento Jequiti?” e isso é o suficiente para se sentarem no sofá, a conversa fluir e os produtos venderem.

Outro ponto importante é que o estudo se refere ao lançamento de embalagens. Uma nova embalagem, considera-se, traz consigo um novo produto ou uma reformulação. Mas existem muitas empresas cosméticas que trabalham com embalagens padrão (ou standard). E ao que me parece esse tipo de embalagem não foi considerada. Então o número de lançamentos deve ser ligeiramente maior, mas não deve destoar dos resultados apresentados.